Quando você some

Quando eu vou embora e deixo você cada vez mais para trás, me faço infeliz.
O vento dificulta meus passos e o caminhar se torna quase impossível. Sinto uma pressão contra o meu corpo, como se "tentassem" me impedir de seguir o meu caminho. Mas sinto meu orgulho me lançando, sempre mais adiante, cada vez mais longe de você. Isso também me faz infeliz. A cada passo dado, passo meu e que era para estar coladinho no teu, eu quero voltar.
A cada metro de distância que me encontro, eu quero voltar. A cada arrepio causado pelo frio, nesse caminhar, eu quero voltar. A cada "proporção" de vazio que eu vou sentindo, eu quero voltar. A cada "fisgada" no meu peito, que "resseca" meu corpo, eu quero voltar. A cada desejo de voltar, eu me sinto mais distante de você. E a cada momento mais distante de você, eu quero voltar e eu quero você.

- Amanda Carvalho

Sobre Fixação Literária

Fixação LiteráriaSomos jovens escritores que almejam um lugar nesse vasto campo que é o universo literário e termos a chance de acrescentar na amargura do mundo uma gota de criatividade, duas colheres de elegância e uma pitada de imaginação. Créditos imagem - Mell Galli
Recommended Posts × +

0 comentários:

Postar um comentário