Amor Fatal



Eu te amo, você é tudo para mim, seus cabelos negros como a noite que vão até a cintura, agora estão esparramados pelo chão, seu corpo cheio de curvas, ah como amo passar a mão por essas curvas, minha doce e linda Mellody, ainda lembro de como nos conhecemos.
Estava fazendo compras, mas não sabia muito bem como escolher as frutas, você com seu jeito meigo veio me ajudar, quando te vi meus olhos brilharam, uma deusa estava se aproximando, de vestido branco com uma faixa vermelha na cintura, foi uma linda visão. Te encontrei de novo no estacionamento, você estava tendo dificuldade em ligar o carro, eu como um cavalheiro que sou, fui ajudar, fiquei todo sujo de graxa, mas por você valia a pena, quis me pagar, mas não aceitei, só o seu sorriso era um bom pagamento, no final me deu o seu número, lembra?
Passados semanas pensando em você tomei coragem e liguei, já era tarde, mas mesmo assim você atendeu, sua voz doce e sonolenta era como música para mim. Depois de conversamos muito sobre o dia que nos conhecemos decidimos marcar um encontro para o outro, demos boa noite uma para o outro e fui dormir. Sonhei com você naquela noite, estava maravilhosa no sonho.
No outro dia estava muito ansioso, iria encontrar com minha deusa, parecia que as horas não passavam, ficava andando de um lado para o outro no meu apartamento, até que deu a hora para ir te buscar, peguei as chaves do carro e fui. Cheguei na frente da sua casa e buzinei, você saiu e fiquei de queixo caído, como podia estar mais linda, aquele vestido preto colado realçava as suas curvas, quando reparei, você já estava perto do carro sorrindo da minha cara de bobo. Lembra como foi magico esse dia? Como rimos muito durante o almoço e depois fomos para minha casa, éramos almas gêmeas, feitos uns para o outro, lembra do que aconteceu, nunca tinha feito sexo com alguém daquele jeito tão forte e apaixonante.
Nos encontramos várias vezes depois daquele dia, você decidiu morar comigo, foi muito bom aquele tempo, acordava do seu lado, te via todo dia, você era minha e eu era seu, um casal perfeito, íamos nos casar, até o vestido já estava comprado, mas você mudou.
Minha pequena deusa, você não queria mais me abraçar, me negava os beijos, se tornou distante e não sabia o porquê. Até que um dia fiquei sabendo, estava sendo traído, você me traiu com meu próprio irmão, com meu próprio irmão, como pode, me senti um lixo, fiquei triste, nos prometemos nunca largar o outro, mas você ia.
Hoje fiquei te esperando voltar do trabalho, tinha mandando uma mensagem dizendo que tinha uma coisa importante para me contar, eu já sabia, você ia falar que iria me largar para ficar com meu irmão. A porta abriu, era você chegando, está em pé na cozinha te aguardando, você se aproximou e pediu que eu sentasse, não quis, “tudo bem” você disse, e começou a contar tudo, toda a traição, disse que só queria ser sincera comigo, me pediu perdão, tarde demais, você me magoou, feriu meus sentimentos.
Você era só minha, não podia ser de outro, você me pertencia, como pode fazer isso comigo, fiquei com raiva, muita raiva e isso acabou acontecendo. Tudo isso foi culpa sua, me transformou em um monstro, é culpa sua eu ter pegado a faca, é culpa sua eu ter te matado, agora é só um corpo sem vida no chão da minha cozinha, seus cabelos estão sujos de sangue, minha mão está suja depois de ficar te acariciando. Você é só minha, não será de mais ninguém, mas também não posso ficar sem ti.
Liguei para a polícia, estão chegando, escuto eles subindo as escadas, estão tentando arrombar a porta, chegaram, olho para o policial, ”largue a faca” ele diz, adeus minha deusa e sinto a faca entrando no meu peito, sempre estarei com você agora, almas gêmeas.

-Dani M

Sobre Fixação Literária

Fixação LiteráriaSomos jovens escritores que almejam um lugar nesse vasto campo que é o universo literário e termos a chance de acrescentar na amargura do mundo uma gota de criatividade, duas colheres de elegância e uma pitada de imaginação. Créditos imagem - Mell Galli
Recommended Posts × +

0 comentários:

Postar um comentário