Filme VS Livro - Cidades de Papel


Hoje no Filmes VS Livro traremos Cidades de Papel

Já assistiu? Já Leu? Então vamos ao trabalho!


Sobre o livro - 

Quentin e Margo são amigos e vizinhos desde a infância, aqueles amigos quase irmãos, porém com o passar do tempo eles acabam se afastando e Quentin começa a gostar muito de Margo. Logo ela passou a ser popular no colégio e Quentin continuou sendo quem era. um sujeito comum e muito querido entre seus amigos. 

 "E Margo era tão viciada em mistérios, que acabou se tornando um." 

Margo desde criança gostava de fugir e deixar pistas para que as pessoas a encontrassem. Com a fuga da garota, Quentin que até o momento se vê fascinado por sua paixão de infância, passa a acreditar que Margo possa ter deixado as suas famosas pistas para  ele (e somente ele) e isso inicia a grande caçada de Quentin atrás de Margo. Basicamente é isso para que possamos entender a história.

Sobre o filme -


Escolha dos atores:


Cara Delevingne - Margo Roth Spiegelman

Opinião Rafa: Particularmente não gostei dessa escolha, não só eu, mas muitas pessoas por aí não gostaram por ser diferente da Margo do livro, mas nem tudo é perfeito né? Digamos que a atuação dela foi ok como Margo.

Opinião Iago: Pode até ser uma ótima atriz, mas nesse filme sua atuação não passou de uma aparição superficial de um personagem que estava muito diferente do que deveria ser. 




                   Nat Wolff - Quentin Jacobsen


Opinião Rafa: O que dizer desta escolha... Perfeita, sinceramente ele nasceu pra fazer os persongens do livro do John Green, nos emocionou como Isaac (A culpa é das estrelas) e como Q foi maravilhoso.

Opinião Iago: Todos do blog sabem que eu sou fã desse cara, embora o filme tenha sido prejudicado por um roteiro ruim que fugiu muito do esperado, a atuação dele permanece impecável!





Justice Smith - Radar

Opinião Iago: Eu colocaria o Daniel Curtis Lee (Cookie em Manual de Sobrevivência escolar do Ned) e não o Smith, para mim o seu papel no filme não foi nem paralelo ao livro e sim oposto. O ator não era o melhor para o papel e o roteiro não era o melhor para o filme. O que podemos dizer disso? O resultado foi desastroso.





Austin Abrams - Ben Starling

Opinião Iago: Foi talvez o melhor em cena do time 2 do filme, os amigos de Quentin no livro são fantásticos, já no filme...


Halston Sage - Lacey Pemberton

Opinião Iago: Foi muito bem em seu papel, quanto a isso não tenho o que discutir, foi intensa e viveu realmente o papel.


Jaz Sinclair - Angela

Opinião RafaOs amigos do Quentin fizeram com que o filme ficasse hilário, foram sensacionais, o foco do livro/filme nem é o romance em si, mas sim o sentimento de amizade entre os personagens. Sem dúvidas ótimos atores. 


Considerações Finais: 

Rafa M: Fui surpreendida e desta vez afirmo que o filme é bem melhor, o próprio John Green achou isso. Sobre a trilha sonora, deixou a desejar. Como toda adaptação possui algumas mudanças, porém foram válidas. No geral o filme está lindo, recomendo. 

Iago Victor: Sinceramente? Achei o filme uma droga. Diferente de A Culpa é das estrelas (que foi fiel ao livro), Cidades de Papel foi elaborado em cima de um roteiro fraco e muito fora do que deveria ser. Foi um filme feito para quem não leu o livro, para pessoas que não conheciam a história e a partir disso tiveram o primeiro contato através do filme. Se você não conhecia a história os pontos falhos nem eram evidentes, mas para quem conhecia o livro, o filme foi no máximo razoável. 
Recomendo caso você não tenha lido o livro ou caso não tenha gostado do livro. 


Avaliação Final: (Rafa M.)

Livro: 9
Filme: 10
Atores: 10
Trilha sonora: 8

Avaliação Final: (Iago Victor)

Livro: 9,9
Filme: 6
Atores: 8
Trilha sonora: 7

Sobre Fixação Literária

Fixação LiteráriaSomos jovens escritores que almejam um lugar nesse vasto campo que é o universo literário e termos a chance de acrescentar na amargura do mundo uma gota de criatividade, duas colheres de elegância e uma pitada de imaginação. Créditos imagem - Mell Galli
Recommended Posts × +

0 comentários:

Postar um comentário