Fábio Pinto - SEMANA DOS ESCRITORES PORTUGUESES

Sejam bem vindos ao mundo da Literatura!

Matéria Original por: Iago Victor

Galera, a semana dos escritores portugueses está acabando, mas ainda tem muita coisa legal para vocês conferirem. Hoje eu vou lhes apresentar um escritor que trás consigo as palavras de paixão, a emoção em cada uma de suas palavras. Com muito prazer eu lhes apresento:
Fábio Pinto!

Galera, o escritor de hoje é um verdadeiro poeta. Seus escritos são envolventes e revelam o sentimento de amor mais suprimido no coração de seu leitor. A parte que me chamou atenção em seu livro foi a forma com que o autor consegue trazer ao leitor o seu sentimento, despertando no leitor aquele sentimento puro sobre o que é o amor. Acha exagero? Então eu trago especial hoje para você a resenha de seu maravilhoso livro.

RESENHA DE: PALAVRAS QUE DESEJEI DIZER-TE

Em meu primeiro contato com o livro eu já me surpreendi com a frase que apresenta o livro:

"Porque amar-te desta forma não destrói nem mata, mas consome-me..."

O livro editado pela CapitalBooks (que é o segundo do autor) mostra para o leitor um lado mais humano, mais amável, mais apaixonado, mais sensível, mais romântico e mais vivo de Fábio. Reconheço que ao ler, despertei em mim esse mesmo lado.

Durante o livro o autor mostra explicitamente os clamores sobre o que é amar alguém, mas afirmo com certeza que sua definição de amor chama a atenção, como você pode ver no trecho abaixo:

"Dizem sempre que o amor acontece quando menos esperamos e estejamos nós preparados ou não, ele surge. E nós, nós temos de agarrá-lo, pois quem sabe se não será essa a altura de amar e ser amado, de sentir na pele as emoções desse amor, de sentir o coração bater como se o mundo fosse acabar amanhã, de chorar, de rir, partilhar lágrimas, sorrisos, derrotas e vitórias. Se o ontem fosse o hoje e o passado fosse o presente, dir-te-ia todas as palavras que desejei dizer-te, mas não disse e talvez ainda estivesses a meu lado."

No decorrer das páginas, e digo isso com propriedade após ler o livro do começo ao fim, as memórias de nossos amores tendem a surgir a medida que avançamos pelos poesias. Um dos que me chamou muita atenção foi o chamado "Amor Adolescente". 

Eu não coloco todos os trechos dos clamores que gostei porque são muitos, e afinal de contas, vocês tem de ler para saber como é ser conquistado por um livro. :)

Embora eu não seja amante da poesia contemporânea (já afirmei diversas vezes que sou adepto a poesia épica) eu reconheço de plena consciência que o autor me conquistou. Poucos livros chamaram minha atenção através da poesia como esse chamou a minha. Tenho certeza que vocês que se atreverem a ler o livro, também se apaixonarão. Antes dele, apenas um havia me chamado a atenção, livro que vou apresentar no próximo evento da Fixação Literária.

Por fim, deixo com vocês um trecho de "A nova carta" e digo: se isso não define o que é o amor, eu não sei mais o que define.

"Não te prometo o sempre, mas posso prometer-te o agora, porque o agora é o nosso sempre, e eu vou amar-te agora."

Nota: 9/10.


Se você quiser conhecer mais do trabalho do Fábio, comprar seu livro ou lhe mandar uma mensagem, clique em sua página oficial do Facebook clicando AQUI. Conheça também seu blog oficial e mais de suas obras clicando AQUI.

Eu sou Iago Victor e desejo a todos um maravilhoso dia, e fiquem ligados para mais da Semana dos Escritores Portugueses, só aqui na Fixação Literária!

Sobre Fixação Literária

Fixação LiteráriaSomos jovens escritores que almejam um lugar nesse vasto campo que é o universo literário e termos a chance de acrescentar na amargura do mundo uma gota de criatividade, duas colheres de elegância e uma pitada de imaginação. Créditos imagem - Mell Galli
Recommended Posts × +

0 comentários:

Postar um comentário