Cicatriz

Cicatriz


       Eu quero ser a tua sombra para nunca mais te largar e te encorajar quando o medo bater na tua porta. Anseio estar contigo em todo instante ou segundo, só para viver no teu corpo e respirar junto a tua alma, e ser a marca – ora ferida incurável, ora tatuagem – que a água da chuva, banho ou da torneira não tiram. Desejo abandonar minha carne e me cravar a fogo na tua pele. Quero ser simplesmente uma mísera parte do teu existir.
       Desejo ser a escrava desolada que o ama sem ser amada, para te cobrir com lençóis nas noites frias e acariciar teu rosto quando as lágrimas caírem. Anseio manhã, tarde, noite e madrugada ser a tua arma a executar as justiças infiéis que desejas da mesma maneira que desejo morrer na cruz no teu lugar quando seus pecados ultrapassarem o limite. Quero ser a morada quando não tiveres casa e acima de tudo um espírito bondoso que vive seguindo teus passos.
       Quero ser a cicatriz que lembra, mortifica e prende tuas dores e até mesmo amores, para saciar tua sede antes dela chegar e te alimentar até o momento que decidires morrer de fome. Somente assim me perpetuarei na tua alma – na tua consciência perene – e jamais largarei minhas garras do teu peito ou meus olhares dos seus olhos, azuis como o oceano enfurecido. Anseio ser a cama a te receber, tua roupa a te tocar, tudo o que coexistir para o teu bem e mais que qualquer outra coisa a marca que jamais te abandonará.
       Anseio infinitamente ser tua heroína para te salvar dos criminosos na rua central e talvez até te levar para os céus e estar próximo a tua pessoa como a música está próxima dos músicos. Não quero ser o teu mundo, tampouco o amor da tua vida, mas apenas a marca – o sinal mais abstrato – a te iluminar na escuridão qual o dia se recusa a nascer. Desejo ser a tua amiga sem defeitos, teus instrumentos mais vulgares, tua vítima e cúmplice e, se o destino me permitir, a gilvaz mais singela – a comprovação da minha infindável presença.

Original de: Conrado Franconalli.
            

Sobre Fixação Literária

Fixação LiteráriaSomos jovens escritores que almejam um lugar nesse vasto campo que é o universo literário e termos a chance de acrescentar na amargura do mundo uma gota de criatividade, duas colheres de elegância e uma pitada de imaginação. Créditos imagem - Mell Galli
Recommended Posts × +

0 comentários:

Postar um comentário