Esta é a minha confissão | Resenha

Fala galera! Iago Victor na área trazendo para vocês mais uma incrível resenha da nossa editora parceira de coração, Chiado Editora. Estou falando do livro:

ESTA É A MINHA CONFISSÃO
Thiago Savelli

   Como sempre, vou inicialmente dar um pequeno resumo da história para em seguida falar sobre minha opinião sobre o livro. Vamos lá:
    A história acontece no apartamento de um sujeito que já na primeira frase do livro confessa que vai tirar a vida de alguém naquela noite e que, antes de fazer isso, precisa entregar uma carta para um de seus cinco melhores amigos para explicar o motivo de ele ter de tirar a vida de uma pessoa naquela noite. Seus cinco melhores amigos vão para sua casa em uma noite mensal de pôquer e, no decorrer da história, o protagonista tem de fazer a escolha que move o enredo: Para quem ele deve entregar a carta que confessa sua culpa? A escolha é difícil e justamente por isso ele não pode estar equivocado sobre sua decisão. Este é o enredo.

   Agora vamos falar da estética e do enredo de forma crítica: Para tornar a análise mais simples eu decidi dividir a resenha por alguns tópicos.
  Do Personagem Principal: um escritor moderadamente sucedido, que sofre de depressão e ansiedade, além de conviver em constante conflito sobre seu papel no mundo. É um personagem pessimista que, embora veja tudo com olhos derrotados, consegue perceber o que há de belo no mundo e na família de seus amigos. É uma relação de otimismo e pessimismo separados por uma linha tênue.
 Dos Personagens: O Físico, 5-sílabas, Pai, Aposentado e Rico. São personagens de forte personalidade e que possuem, cada um o seu, um código moral forte que rege suas vidas. Conforme o protagonista vai contando sobre seu passado com cada um deles para tentar escolher quem irá receber sua carta confessória, o leitor percebe que não é tão simples fazer essa escolha. Em parte porque o passado do protagonista impacta diretamente na visão que se tem sobre seus amigos, e em parte porque o contexto familiar de cada um dos amigos faz com que o protagonista reveja constantemente sua escolha.
   Do Cenário: Eu decidi dedicar um tópico para esse tema por conta de uma peculiaridade que venho percebendo em excelentes livros de diversos autores (antigos e novos) e que percebi também na obra de Thiago Savelli. A falta de um local de origem geográfica para a história. Ao ler, por conhecer o Rio de Janeiro e por saber que o autor é de lá, além de algumas referências sobre a praia e o clima do local, tive a impressão de que o cenário é o Rio de Janeiro, mas não há uma definição previamente introduzida no livro. Embora haja essa referência, é possível afirmar também que essa história não se passa nem no Brasil, visto que em determinado momento o narrador utiliza como referência monetária o Real (R$) mas em seguida utiliza a referência do Dólar (US$). Essa falta de localização, creio eu, permite que o leitor confira um local para a história, o que torna o enredo mais participativo para o leitor pois é ele quem define o local geográfico. Uma pessoa que vive em uma praia tropical do caribe, por exemplo, tenderá a imaginar que a história aconteceu lá porque faz parte de seu contexto social e as descrições nada definidas do livro permitem tal interpretação. Esse é um recurso que torna o livro interativo e me fez gostar muito da técnica.
   Da Narração: Percebemos que no começo da história o protagonista, que é o narrador, conversa constantemente com uma pessoa que interpreta o que ele diz e que o responde literalmente. Nos primeiros capítulos eu entendia a voz como sendo uma terapeuta do protagonista, o que posteriormente foi mudado pois pensava que a voz se tratava de um ouvinte comum que estava apenas escutando a confissão do personagem. No fim, percebi que a voz que responde o personagem é a sua voz da consciência (Plot Twist maravilhoso, excelente mesmo). A técnica narrativa é incrível! Não lembro de ter lido algo desse tipo em minha vida como leitor.

   Obviamente não vou contar o final porque estragaria tudo, mas confesso que no fim das contas eu fiquei surpreso com o livro, pois não imaginava que o final do enredo seria aquele. É algo digno de um filme. 
Eu recomendo a obra de Thiago Savelli. Vocês não vão se arrepender!

Sobre Fixação Literária

Fixação LiteráriaSomos jovens escritores que almejam um lugar nesse vasto campo que é o universo literário e termos a chance de acrescentar na amargura do mundo uma gota de criatividade, duas colheres de elegância e uma pitada de imaginação. Créditos imagem - Mell Galli
Recommended Posts × +

1 comentários:


  1. Pretty nice post. I just stumbled upon your weblog and wanted to say that I have really enjoyed surfing around your blog posts. In any case I will be subscribing to your feed and I hope you write again soon! capital one card login in

    ResponderExcluir